By the Way, havia um inglês no meio do caminho

11/12/2008

“Eles levam isso à sério mesmo!”

O olhar dos outros foi fundamental no meu processo de construção como professora de inglês. Eu não parava de pensar: Essas pessoas levam isso mesmo a sério! Existe técnica para isso! Não dá pra fazer com boa vontade não, tem que saber como fazer! E sentia-me dividida entre o alívio de encontrar-me entre pessoas que achavam minha habilidade lingüística (capitalista ou não!) algo útil e digno de salário (ainda que mísero!) e o medo de estar me afundando no Lado Negro da força, prestes a me tornar uma especialista em algo politicamente incorreto.

Eu passei em um dos treinamentos. Só fui saber quanto ganharia depois de toda a tortura. Não era mal para uma iniciante. Sem carteira assinada, sem benefícios, sem nada. Mas não era de todo mal! Logo, o segundo curso me chamou, também um curso para executivos, o chamado business english. Nesse curso, não houve treinamento. Só uma conversa, apresentação dos livros e lá fui eu dar aula. Era um curso menor e menos glamouroso. Tudo mais prático. Negociação de salário na hora, se não gostar pode ir embora.

Estava pronta para os alunos (ou não). É, mais para “ou não”. Mas deixem-me rememorar a doce inocência de quem começa achando que sabe de tudo…

Anúncios

10 Comentários »

  1. Olá!
    Seu site está muito lindo. Posso recomendá-lo a outras colegas? Mas só passei para dar uma espiada. Depois volto com mais calma. Quero ler tudo. Bjs

    Comentário por Iacy grupo Prática Exploratória — 13/12/2008 @ 14:32 | Responder

    • Claro que sim, Iacy!!!
      Que bom que você passou por aqui…
      A idéia é fazer circular e vermos se outras pessoas se animam a também contar suas experiências…
      Beijos exploratórios!
      Sabine

      Comentário por sabinemendes1 — 13/12/2008 @ 14:34 | Responder

  2. Olá, Sabine.

    Legal esta forma de contar a sua história (ou seria estória). Me dá até inspiração para contar os casos hilários do meu início no magistério.
    Abçs,
    Petronio

    Comentário por Petronio — 14/12/2008 @ 12:17 | Responder

    • Puxa, Petrônio, que bom te ver por aqui!!!
      Quando quiser mandar seus casos, pode deixar que eu publico, hein?
      Com certeza!!!
      O blog é para isso mesmo!
      bjs

      Comentário por sabinemendes1 — 14/12/2008 @ 14:04 | Responder

  3. oi, sabine! obrigada por vc ter dado uma passadinha lá no blog!
    aquele foi apenas um ensaio que fiz para o curso ” o blog como recurso didático”.
    adorei esse aqui! já está nos meus favoritos!
    vou passar sempre!
    bjs

    Comentário por vera — 14/12/2008 @ 22:40 | Responder

    • Olá, Vera!!!
      Que bom que você gostou!!!!
      Tô indo lá no porqueeimportante…
      Ahh, e pode aproveitar esse espaço para compartilhar seus “folktales” rs
      beijos!!!!

      Comentário por sabinemendes1 — 15/12/2008 @ 01:06 | Responder

  4. Oi Sabs
    Parabéns pela iniciativa…li alguns post
    Eu como aluna de ingles…acho legal os professores terem um papel para falarem de suas experiencias, medos e aprendizagens….acho mto importante msm que os profissionais de educação e saúde possam ter um espaço para trocar experiências, aquelas mais internas não necessariamente a ver com as coisinhas especificas de cada profissão, mas aquilo que tem em comum entre todos, qdo nos colocamos em relação de ajuda com outras pessoas….

    bjuss

    Comentário por Ana Claudia — 15/12/2008 @ 11:49 | Responder

    • Obrigada, Ana!!! Por sua visita e por seu apoio…
      A idéia é essa mesmo: podermos compartilhar questões mais pessoais, pontos de vista, inseguranças…
      Até porque, profissionais de todas as áreas passam por isso e nem sempre têm com quem compartilhar, não é?
      bjs

      Comentário por sabinemendes1 — 15/12/2008 @ 12:43 | Responder

  5. Oi, Sabine?
    Não conheço o livro, mas já anotei para acrescentar à minha interminável listinha!
    É uma paixão incontrolável!
    Você não tem noção de como eu gostaria de saber falar inglês e outras línguas, não tenho a mínima habilidade.
    É assim mesmo, não podemos ter e ser tudo o que queremos.
    Seu blog é muito bom, reflexôes inteligentes.
    Abraços

    Comentário por Fátima Campilho — 16/12/2008 @ 01:40 | Responder

    • Olá, Fátima!!!!!
      Que bom te ver por aqui!!!!
      (breve explicação, gente: a fátima é do blogestórias que está nos meus links como um dos blogs mais legais que eu já conheci e o livro sobre o qual comentei com ela é o “Por entre as pedras – arma e sonho na escola” da Sônia Kramer que vale super a pena!)
      Quanto à coisa da habilidade: acho que tem muito a ver sim, mas tem certas metodologia que realmente não ajudam. Acontece com o inglês o que acontece com a escola/educação como um todo – a metodologia é feita para os que já sabem passem e os que não sabem se sintam muito mal e procurem outra coisa para fazer!!! rsrsrs
      Volte sempre e obrigada.
      Sabs

      Comentário por sabinemendes1 — 16/12/2008 @ 01:50 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: