By the Way, havia um inglês no meio do caminho

11/12/2008

O caça-talentos ou Primeiro Modelo de Professor

Voltando a meu professor, até hoje me lembro de seu nome. Vale dizer que nesse “livro” não o direi, nem direi o nome de ninguém porque, afinal de contas, ninguém é obrigado a, por ter convivido comigo em algum momento, ver seu nome nas páginas de um blog. Esse professor era alguém que eu queria ter como um aliado. Adorava aparecer para ele e provar-lhe o quão acima eu estava da média da turma. Acontece que ele entrou no jogo e conversou umas duas vezes comigo sobre como eu realmente estava adiantada. Chegou mesmo a propor que nós tivéssemos encontros extras, por conta dele, no curso mesmo, onde ele poderia aprofundar alguns pontos da matéria comigo
Cheguei em casa super animada com a notícia de que meu professor tinha “me descoberto”. Não era como ser descoberta por um grande estúdio de cinema, mas era um início. O que ouvi foi uma negação em coro quanto às aulas particulares de todos os membros de minha família. Estavam preocupados com “os dias de hoje”, ou melhor, “os dias de alguns anos atrás” e as coisas estranhas que eles viam acontecendo. Não iam deixar uma menina sozinha até mais tarde com um professor homem e ponto final. Lá se foi minha oportunidade com o caça-talentos.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: