By the Way, havia um inglês no meio do caminho

11/12/2008

Primeiras Experiências

Filed under: experiências,língua inglesa — sabinemendesmoura @ 01:57
Tags: ,

Logo depois que a minha filha nasceu, percebi que ela custava dinheiro. Bom, para falar a verdade, percebi isso um pouco depois de perceber que estava completamente apaixonada por ela. Desculpem-me se estou sendo pragmática, mas não quero deixar dúvidas sobre os motivos que me levaram a lecionar. Era assim: o que é que eu sei fazer e que poderia gerar grana? Falar inglês!

Três meses de resguardo e eu voltei a participar do Movimento Humanista, ainda tentando terminar a faculdade meio à distância (já que tinha direito a um período de licença médica). Meu orientador no Movimento Humanista (sim, porque nesse negócio temos orientadores) me sugeriu que, como projeto, eu fizesse um curso de inglês comunitário. Tínhamos um espaço cedido, eu não estava fazendo nada para ninguém a não ser cuidar de minha neném lindinha. Minha experiência como professora se resumia a algumas aulas particulares como explicadora que eu dei aos doze anos para dois meninos “incorrigíveis” e umas aulas durante a gravidez que eu dei para juntar um dinheirinho extra. Não tinha a menor idéia do que era dar aula para uma turma e nem contava essas experiências anteriores como experiência. Só comecei a contar quando fui montar um currículo pela primeira vez e precisava delas.

Das aulas particulares que eu dei antes de tornar-me oficialmente uma professora eu guardo algumas lembranças. Naquela época era comum para mim que a aula fosse passar exercícios e o aluno faze-los, ainda que eu estivesse olhando para o teto o tempo todo. Quando terminavam, eu corrigia. Para mim, ser professora era muito isso. Nas aulas especificamente de inglês, que aconteceram durante minha gravidez, eu me lembro de ter um casal de alunos que estudava biologia na pós-graduação e me passou um dicionário de termos técnicos em biologia e alguns textos. Foi a primeira vez que eu quebrei a cabeça pensando em como dar uma aula a partir de um material trazido pelo aluno. Porém, não cheguei a desenvolver muito e acabei ficando com os livros e nunca mais vendo os tais alunos. Aproveito a oportunidade para dizer que, caso estejam lendo esse blog por algum milagre divino, por favor, me mandem um e-mail. Alguém conhece o fenômeno do “fiquei com o livro do meu aluno” ou “nunca mais encontrei fulano”. Não, né? Aposto que isso nunca aconteceu com vocês!

Anúncios

2 Comentários »

  1. Achei legal, mas cuidado hein ( se bem que se trata de você mesma então), contudo não é bom se expôr assim…até,,,

    Comentário por dayvhison Jr. — 11/12/2008 @ 23:21 | Responder

    • Obrigada, querido, por sua visita e seu comentário…
      Vamos ver se a exposição leva outros professores a se exporem também…
      Acho que seria útil!
      🙂
      Beijos

      Comentário por sabinemendes1 — 13/12/2008 @ 13:43 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: