By the Way, havia um inglês no meio do caminho

16/12/2008

Dar aula é ter aula…

Meu primeiro grupo no curso sofisticado foi um “grupo de empresa”. Nomes técnicos para cursos que se especializam em aulas para executivos e trabalhadores em geral: “grupo de empresa”/ “grupo particular” (hein?). Esse primeiro grupo era de jornal, um jornal famoso. Sabe o que eu pensava? “Como é que eu vou dar aula para gente que tem uma profissão de verdade, meu Deus! Afinal de contas, essas pessoas escrevem um jornal!!! Tá entendendo?”

Primeiro dia de aula: não sei o que eles aprenderam comigo, mas sei o que aprendi com eles. Aprendi que “profissionais bem-sucedidos” (era assim que eu os catalogava mentalmente na época) podem ser simpáticos e são seres humanos como eu, como você, como nós “meros mortais”.

Ou seja, foi uma experiência de catalogação científica em que a categoria “profissionais bem-sucedidos” passou a estar contida na categoria “seres humanos” que já continha a categoria “meros mortais”.

PS para os mais “sensíveis”: sim, eu sei que categorizar pessoas é “o erro”, mas é como no caso do livro que a gente pegou emprestado e não devolveu (ninguém admite, mas todo mundo já fez isso em algum momento).

Anúncios

2 Comentários »

  1. O último parágrafo é perfeito!

    Agora, “Como é que eu vou dar aula para gente que tem uma profissão de verdade?” doeu, viu? Doeu, mas me lembrou um vídeo muito legal que assiti no iutúbi e que “brinca” exatamente com essa idéia de que those who CAN – do; those who CAN’T – teach. Infelizmente foi removido… =(

    Bacio!

    Comentário por Petruska — 18/12/2008 @ 01:10 | Responder

    • Petruska, genial (e super produtiva) a sua visita!!! Amei!!!!
      Quanto ao “profissão de verdade”: é, eu sei, mas é como eu me sentia na época.
      Aquele velho preconceito de que “quem sabe, faz” e “quem não sabe, ensina”… Pois é.
      Eu acho que assumir que nós mesmos, professores, já sentimos isso em algum momento (ou, pelo menos, fomos atacados pelo conceito em algum momento) é um passo fundamental para que possamos compreender o contexto em que atuamos…
      Fiquei curiosa em relação ao vídeo!!! Caso o encontre em algum outro lugar, por favor, avise!
      Bacio too!

      Comentário por sabinemendes1 — 18/12/2008 @ 02:41 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: